Alimentação em contexto paliativo: flexibilizar é a palavra-chave